Projetos

Gerenciamento de Projetos

Vídeo: Quem Mexeu no Meu Queixo


Fizeram uma versão em vídeo do livro “Quem Mexeu no Meu Queixo”, do Spencer Johnson,
que pode ser encontrada no YouTube (e que seguem abaixo deste post). São duas partes de aproximadamente 6 minutos cada. Mesmo para quem já leu o livro, vale a pena dar uma olhada:

Parte 1/2

 Parte 2/2 

outubro 26, 2007 Posted by | Dicas, Gerenciamento, Vídeo | | 1 Comentário

Não sabe o que dizer? Nâo diga


Taí um bom exemplo de como é importante estar informado e, quando não sabe o que dizer, não falar. Se bem que os concorrentes neste “concurso” eram umas antas.

outubro 25, 2007 Posted by | Vídeo | | Deixe um comentário

Governo vai aplicar R$ 677 mi para melhorar capacidade tecnológica de MPEs


fonte: webAula

Governo vai aplicar R$ 677 mi para melhorar capacidade tecnológica de MPEs

A idéia, segundo o ministério, é criar uma rede com no mínimo dez instituições, em 15 estados, até dezembro de 2008.

Uma das ações do Plano de Ciência e Tecnologia 2007-2010, que está sendo fechado pelo governo, é a criação do Sistema Brasileiro de Tecnologia (Sibratec) que visa, entre outros objetivos, aumentar a capacidade tecnológica das micro e pequenas empresas. O plano foi discutido nessa quarta-feira (3/10) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, composto por ministros, empresários e cientistas. Lula quer lançar oficialmente o plano ainda neste mês.

O sistema será coordenado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, mas atuará em conjunto com centros universitários para a prestação de serviços e consultorias técnicas ao setor produtivo. A idéia, segundo o ministério, é criar uma rede com no mínimo dez instituições, em 15 estados, até dezembro de 2008. Os investimentos previstos até 2010 somam R$ 677 milhões.

O novo sistema também terá bolsas de mestrado, doutorado e iniciação científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) sobre desenvolvimento tecnológico industrial, além do Programa Nacional de Qualificação e Modernização dos Institutos de Pesquisa Tecnológica (IPTs), para que os órgãos acompanhem as necessidades e tendências das indústrias.

O plano prevê ainda, conforme o MCT, aumentar o número de bolsas de pós-graduação, especialmente nos cursos de engenharia, área com deficiência de pesquisadores, e de iniciação científica entre alunos do ensino médio.

Outras ações são estimular a entrada de pesquisadores nas empresas para a realização de teses e incentivar os empresários a criar estruturas internas de desenvolvimento tecnológico. A alternativa, de acordo com o ministério, é reduzir o valor pago pelo CNPq na bolsa de estudo do pesquisador e aumentar a contribuição financeira da empresa que, para isso, poderá ter benefício fiscal.

O CNPq e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação, deverão ainda criar programa de pós-doutorado para garantir a permanência de especialistas no país, principalmente nas regiões menos desenvolvidas.

outubro 9, 2007 Posted by | Financiamento, Investimento, Notícias | Deixe um comentário

Top 10 Wi-Fi Boosts, Tweaks and Apps


from LifeHacker

wifi-header.jpg
No doubt you’ve got a home wireless network or you’ve connected to hotspots at the local coffee shop or airport—but are you getting the most out of your Wi-Fi? Whether you want to strengthen, extend, bridge, secure, sniff, detect, or obscure your signal, today we’ve got our top 10 best Wi-Fi utilities and tweaks for the power wireless user. Photo by thms.nl.

10. Improve Coverage with Better Placement

While there are several software and hardware hacks for boosting your Wi-Fi signal (see below), there are also a few simple adjustments you can make to an unmodded access point to get the best coverage. The NY Times says:

  • Place the base station centrally on an upper floor, or atop furniture, because radio waves spread best laterally and down
  • Reception will be better if the signal does not have to travel at steep angles and if it doesn’t have to go through thick walls, mirrors, fish tanks or anything metal
  • Place wireless network components far from other devices in the house that can cause interference, like cordless phones, microwave ovens, baby monitors or halogen lamps
  • Change the default signal channel (usually set to 6) to avoid interference with neighbors’ network devices

9. Extend Your Signal with a Repeater or Wire It With a Bridge

Still not getting enough bars in the basement? Have to perch yourself on the windowsill to get a usable signal from your neighbors? Get yourself a wireless signal repeater (or turn your own router into one) to extend your coverage even further.

For those of you with wired devices far from the access point who need a little connection love, a wireless bridge (sometimes called an Ethernet converter) can be used to convert your wireless signal and provide a few plugs for wired devices (like your media center in the living room.)

8. Sniff Packet Data with Wireshark

On a wireless network and want to take a peek at some of the data passing through the air? Previously mentioned Wireshark (formerly Ethereal) is a handy packet sniffer for those of you interested in seeing the nitty gritty on your wireless network, as shown:

7. Enable WPA Encryption

wpa.pngWi-Fi security isn’t very secure at all, but if your access point is more secure than others, evil-doing crackers are more likely to move on. In the spirit of “best of what’s offered” security, most wireless access points are set to use WEP encryption to password their connections, but WPA (supported on most modern routers and computers) is less easy to crack than WEP. To switch to WPA, on your access point’s administration page, change the security level and set your WPA passphrase to something long and difficult to crack.

6. Limit MAC addresses

macaddresses.png

Along the same lines, you can limit exactly what devices can connect to your wireless network by creating a device access list of MAC addresses. (A Media Access Control address is a unique identifier for networked devices like laptops, phones, repeaters, etc.) Head on into your access point’s configuration screen to set what MAC addresses can use it (like, say, all the computers in your house).

5. Stop Broadcasting Your Network’s Name

Don’t want to advertise your network in the surrounding area? Turn off SSID broadcasting, which will keep regular old laptops and other devices from listing your network as one of the detected options. To do so, in your access point’s administration page, uncheck “Enable SSID Broadcast.”

Like the other security measures mentioned above, just because SSID broadcasting is off, it won’t prevent users with the right software from seeing your access point—just users with default wireless detection their computers. Speaking of the right software…

4. Detect Networks with NetStumbler

The excellent free NetStumbler software for Windows will detect all the wireless networks in your area, whether or not the SSID is broadcasted, whether or not they’re passworded and how strong the signal is. Great for war-driving or internet cafe hunting, Mac users should check out MacStumbler.

3. Share Your Computer’s Wired Connection Wirelessly

In a hotel room with one Ethernet jack and two laptops? Plug one computer in and have it share the internet connection wirelessly with the other. Here’s how to share a wired internet connection with other computers wirelessly.

2. Boost Your Signal with Tinfoil

If high placement isn’t getting your signal as far as you’d like, break out the Reynold’s wrap. This video shows how a little tinfoil fashioned into a “Windsurfer” parabola can increase your signal strength several decibels.

1. Unlock Your Wi-Fi Router‘s Capabilities with the DD-WRT Firmware

dd-wrt.jpg

Boost your signal, throttle bandwidth for certain applications, turn your regular old router into a signal repeater and more by installing the fabulous Linux-based DD-WRT firmware which unlocks tons of configuration options on your Wi-Fi router. Here’s how to upgrade your router with the DD-WRT firmware.

Any good security measures, hacks, tweaks or apps we missed? Tell us about ‘em in the commen

outubro 8, 2007 Posted by | Dicas | Deixe um comentário

Menina de 17 anos cria empresa milionária na web


fonte: Terra Tecnologia
 

function abre(url,janela,larg,alt,scroll){ if (!scroll) { scroll=’auto’ } window.open(url,janela,”toolbar=no,location=no,directories=no,status=no,menubar=no,scrollbars=”+scroll+”,resizable=no,copyhistory=no,width=”+larg+”,height=”+alt); }

anuncioCentroDireitaPequeno.mostra();

Ashley Quall, uma americana de 17 anos, descobriu como transformar a febre pelas redes sociais em dinheiro. A garota de Detroit criou uma empresa para a criação de páginas personalizadas para o popular portal MySpace.

» Jovem consegue mais de US$ 1 milhão com site ‘inútil’
» Chat: tecle sobre a notícia

Segundo o site TG Daily, o site de Quall, chamado whateverlife.com, recebe mensalmente entre seis e nove milhões de acesso, o que rendeu à companhia, em 2006, lucro de US$ 1 milhão.

O valor surpreende, principalmente pelo investimento inicial da adolescente: apenas US$ 8, que pegou emprestado com a mãe para a compra do domínio. O foco da empresa hoje é o público feminino, e chega a ser mais popular que grandes companhias voltadas para o mesmo público, conforme noticiou o site Tech.Blorge.

Em entrevista ao jornal Crains Detroit Business, a nova empresária diz que as adolescentes que procuram seus serviços querem estar conectadas e com sua pouca idade atrai outros jovens que acreditam que serão melhor entendidos.

Embora a empresa tenha apenas dois anos, o interesse de Ashley por páginas personalizadas no MySpace começou em 2004, quando ela tinha apenas 14 anos, e começou a criar modelos para seus amigos. Os trabalhos foram inseridos em um site.

Em 2005 a popularidade de seus templates se tornou tão grande que exigiu a contratação de um servidor dedicado. Para financiá-lo, a jovem inseriu a ferramenta de publicidade Adsense, da Google, em suas páginas, o que rendeu seu primeiro cheque de US$ 2.790.

A demanda aumentou e, em janeiro de 2006, a jovem precisou sair da escola para se dedicar em tempo integral ao negócio, que hoje rende entre US$ 40 mil e US$ 70 mil ao mês, e recusou uma generosa oferta de US$ 1,5 milhão de uma parte agindo em nome de Brad Greenspan, co-fundador do MySpace.

Uma proposta posterior da mesma parte, também recusada, envolveu o pagamento de US$ 700 mil, um carro no valor de US$ 100 mil e um programa na Internet com orçamento de US$ 2 milhões. A jovem recusou as propostas milionários por querer ver até onde uma companhia criada do zero poderia chegar.

“Se eu quisesse fazer um programa na Internet, poderia fazer por mim mesma. Eu tenho a audiência”, declarou Ashley à revista Fast Company. As páginas personalizadas de Quall são oferecidas gratuitamente, o que aumenta o interesse e permite que seu lucro seja inteiramente baseado em anúncios. Do dinheiro recebido, a maior parte do investimento vai ao próprio site, exceto por um salário de US$ 2 mil que a garota se atribuiu.

O próximo projeto de Quall é que seu portal esteja disponível para celulares, com templates que serão vendidos por valores entre US$ 0,49 e US$ 1,99, ou através de um plano mensal de US$ 9,99.

outubro 8, 2007 Posted by | Notícias, Projetos | Deixe um comentário

Site faz registro gratuito de propriedade intelectual na rede


As empresas espanholas Safe Creative e NTT Europe Online iniciaram um serviço de registro, certidão e consulta de direitos de propriedade intelectual na Internet.

Segundo os promotores da iniciativa, o site http://www.safecreative.org serve para os criadores “registrarem e depositarem suas obras em qualquer formato gratuitamente”, de tal modo que “o sistema permite ao blogueiro registrar seus artigos automaticamente quando são publicados”.

Este serviço “global, livre, aberto, independente e gratuito”, fornece “segurança” no novo cenário de difusão da cultura e facilita a “autogestão de direitos”.

Segundo os criadores do site, o novo serviço “dificulta o plágio das obras e facilita a difusão e conhecimento dos artistas”. A Safe Creative conta com uma plataforma tecnológica e uma infra-estrutura fornecida pela NTT Europe Online “capaz de oferecer a máxima velocidade, confiabilidade e segurança” para dar a esta iniciativa “única” a possibilidade de “se estender e se transformar em um modelo de registro de alcance global”.
 

EFE


outubro 8, 2007 Posted by | Dicas, Notícias, Projetos | Deixe um comentário

Tem alguma idéia mirabolante para ajudar a civilização?


A Google está promovendo um concurso para escolher as melhores idéias que possam melhorar a bem-estar da humanidade… O site dos caras é muito bem feito. Vale a pena dar uma olhada.

O endereço é http://www.innovate-or-die.com/

outubro 1, 2007 Posted by | Dicas, Editais, Eventos, Projetos | Deixe um comentário